Página inicial > Nossa História
Início do conteúdo da página

Nossa História

Publicado: Sexta, 09 de Dezembro de 2016, 17h56 | Última atualização em Segunda, 11 de Novembro de 2019, 10h17 | Acessos: 1779

NOSSA HISTÓRIA

O Instituto de Linguística, Letras e Artes – ILLA, fundado em 2013 com o desmembramento do Campus Universitário de Marabá da UFPA, pela Lei de n.º 12.824 de 05 de junho de 2013, conta com três cursos de licenciatura – Artes Visuais, Letras Português e Letras Inglês. Oferece programas reconhecidos nacionalmente de graduação e pós-graduação na área de Linguística, Letras e Artes. O ILLA é responsável pela promoção das Letras e Artes na microrregião de Marabá, abrangendo a Amazônia Oriental. É uma unidade institucional que prepara para a força de trabalho qualificada do ensino e produz pesquisas inovadoras, baseadas em evidentes inserções no território regional do Sul e Sudeste do Pará. Tem como suporte fundamental a produtividade das Letras e Artes, orientadas para a pesquisa, oferece aos alunos oportunidades extraordinárias de trabalhar ao lado do corpo docente para abordar questões importantes, além de gerar novos conhecimentos para resolver problemas societários do mundo real.

O ILLA tem como compromisso a promoção da vivência de novas experiências no âmbito multicultural, mediando as políticas e práticas que promovam a formação e retenção dos alunos de matrizes culturais diversas. Apoia-se no corpo técnico e docente para que reflitam e consolidem na diversidade local, regional, nacional e global a programação curricular e extracurricular. Firma assim o compromisso de ser um Instituto, cujo perfil insere-se na diversidade sociocultural, inclusão social, tecnológica e ambiental.

Como a comunidade de aprendizagem é complexa e a formação exigente, o ILLA investe em educação continuada e, nesse sentido, oferece os programas de graduação os de pós-graduação, lato e stricto sensu. Ressalta-se a relevância do currículo de graduação, capaz de promover as habilidades intelectuais essenciais a fim de: promover a comunicação eficazmente; coletar e avaliar informações sobre o grau de oferta do ensino, pesquisa e extensão; pensar de forma crítica e significativa as ações e os resultados empreendidos pela unidade e subunidades; ser capaz de usar a tecnologia de forma eficaz; apreciar a diversidade e as semelhanças de forma equânime; e realizar escolhas éticas na constituição de sua política, elaboração cultural e participação coletiva de seus atos.

Essas habilidades são fundamentadas no compromisso de se criar um forte núcleo de educação progressista com ênfase na compreensão dos atores envolvidos com as artes e no conhecimento das ciências e linguagens, já que é possível selecionar melhores materiais que possam avaliar e ampliar as informações a fim de conhecer mais apropriadamente os discentes. O currículo então passa a ser central nessa combinação de conhecimentos, entendido como o estudo disciplinar em sala de aula pelos diferentes cursos das Faculdades criadas em 2017 – Faculdade de Estudos da Linguagem (FAEL), Faculdade de Artes Visuais (FAV) e Faculdade de Línguas Estrangeiras e Tradução (FALET) –, estas atendem ao compromisso de proporcionar experiências extras curriculares em que os alunos desenvolverão práticas de ensino mediante a riqueza inserida na localidade dos estágios e da participação centrada no interesses do aprender. Isso tudo serve para desenvolver habilidades intelectuais e sociais que orientarão os alunos como membros contribuintes da força de trabalho e de uma sociedade democrática.

Com as Subunidades instaladas no ILLA, demos um passo a mais no compromisso de os professores se reorganizarem politicamente para atende as demandas e aspirações dos PPCs em cada curso. E com esse ânimo tivemos surpreendentes desempenho na avaliação do MEC: o Curso de Letras Português recebeu avaliação 4 (Bom); e o Curso de Artes Visuais foi avaliado com a nota máxima 5 (Excelente). Agora estamos preparando a avaliação do curso de Letras Inglês. Tal investida tem sido prioritariamente repensar o curso de Letras Inglês e o seu papel na sociedade local, para tal é preciso, primeiramente, considerar o que tem sido a maior dificuldade neste curso.

CURSOS DE GRADUAÇÃO

O curso de Letras Inglês é reconhecido por sua formação regional, pois não existe outro curso a um raio de 250 km de Marabá, como a principal formação nesse âmbito educativo bem como um modelo regional para a preparação profissional. Portanto, pode-se dizer que o ILLA já tem, nesses pouco anos de existência da UNIFESSPA, uma história distinta na preparação de professores de sala de aula e especialistas em educação.

O curso de Artes Visuais, é o mais jovem, incentiva os alunos a desenvolverem as suas capacidades criativas e analíticas, adaptadas às suas aspirações, incentivando o diálogo, a inspiração, a paixão e a beleza. Esses atributos são fomentados através de uma ampla educação em Artes Visuais e treinamento profissional especializado. Reconhecido como um próspero centro de Artes Visuais em Marabá. O Curso de Artes Visuais explora o que é de mais significativo no ser humano. Centrado no problema de como as pessoas constroem identidades próprias, institucionais e como os indivíduos em grupos interagem ao longo do tempo – nas comunidades, nas culturas e sociedades. As Artes Visuais incluem também disciplinas habitualmente identificadas como as humanidades e aquelas, geralmente, próximas das ciências sociais, dos experimentos e de laboratórios.

O curso de Letras Português é o curso mais antigo da microrregião do sudeste do Pará. Foi criado em 1988 no antigo Campus Universitário de Marabá da UFPA e tem um papel histórico no trabalho de transformação do ensino na região, pois tem formado professores para atuarem em lugares dos mais diversos. Graças a este esforço e acreditando na educação continuada dos profissionais que hoje forma e mantém os cursos de pós-graduação Lato e Sricto Sensu.

CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Com relação ao programa de Mestrado (Stricto Sensu) do ILLA – mestrado Profissional de Letras (PROFLETRAS) e o Mestrado Acadêmico de Letras (POSLET) –, aplica-se a base dos pontos fortes da UNIFESSPA e contempla áreas fundamentais para o desenvolvimento regional e institucional. Visto que é através da investigação crítica que aproxima a sociedade local e regional, uma vez que é prioridade zelar pelas práticas educativas. Os objetivos desses programas consistem então em preparar ética e globalmente os profissionais que irão ocupar lugares de líderes em seus campos de atuação. Considerar-se-á, nessa esfera, o curso de Especialização (Lato Sensu) em “Abordagens Culturalistas: Saberes, Identidades e Diferença Cultural na/da Amazônia”, cujo objetivo central é proporcionar espaço e condições de debate que amplie os processos formativos de educadores e agentes de cultura, a partir de linhas de pesquisas ligadas as dinâmicas socioculturais na/da Pan-Amazônia.

Enfim, tem sido possível encontrar novas formas de identificação e expansão para o ensino das linguagens na região sul e sudeste paraense. Bem como, tem-se discutido no ILLA via as novas faculdades outros cursos de graduação e pós-graduação, bem como a busca de convênios e fomentos para que possamos crescer e dar conta da missão a que nos imbuímos.

Fim do conteúdo da página